Moro detona ataques da esquerda: “Policial não pode ser tratado como homicida”

O ministro Sergio Moro desmentiu e rebateu os ataques da esquerda contra seu pacote anticrime, que foi muito bem aceito e avaliado pela grande maioria dos brasileiros.

Moro afirmou que “se um incidente acontecer, o policial não pode ser tratado como homicida” mas que ninguém deseja a morte de criminosos.

Ele também afirmou que o projeto não prevê “licença para matar”, e que se alguém enxerga dessa forma, “stá fazendo uma leitura absolutamente equivocada, que não é consistente” com as propostas do pacote.

Informação dO Antagonista.