Militante de esquerda que acusou ‘Vovô do Youtube” de pedofilia admite que fez isso por motivação política

A militância esquerdista está cada vez mais desesperada, e a comprovação disso surge a cada dia e a cada novo episódio, onde fica explicitado o despreparo e a incapacidade de lidar com a derrota eleitoral que lhes foi imposta após 16 anos de eleitos pelo PT.

Recentemente um episódio de causar náuseas tomou a rede. Um idoso de 72 anos, Nilson Izaias, ficou popularmente conhecido como ‘Vovô do Slime’, justamente por publicar no YouTube videos fazendo a tal ‘slime’, uma massinha pegajosa que virou febre entre as crianças.

Acontece, que Izaias votou em Bolsonaro, e só isso, já bastou para que o idoso fosse hostilizado e atacado com mentiras e notícias falsas, inclusive, envolvendo pedofilia.

O caso tomou grandes proporções, e diversas mensagens de ódio foram enviadas ao idoso, ainda que as acusações fossem extremamente rasas e feitas sem a apresentação de nenhuma prova. E diante de tudo, a militante que iniciou os ataques confirmou que fez todas as acusações falsas somente por Izaias ter votado em Bolsonaro.

Relacionados:  Aras recorre a Fachin para suspender tramitação do inquérito das 'fake news'

É claro que após o estouro da bomba, a militante excluiu o Tweet e fechou a conta, mas será que acusações tão sérias e com tantas consequências assim deverão ficar impunes? Talvez esteja na hora de amadurecer e entender que o Twitter não é o mundo real, e não, não é tribunal.

Hoje, Izaias se pronunciou sobre as acusações. Disse ele:Oi, meus amigos, minhas amigas. Gostaria de dar um recadinho para vocês. Estão aproveitando aí, pessoas com má intenção, falando mal de mim, falando que sou isso e aquilo, inventando mentiras. São tudo fake, tudo falso, tudo mentira. Eles falam, mas não mostram a prova”.

Com informações do Teleguiado e do Renova Mídia.