Músico Roger Waters sai em defesa da Ditadura de Maduro

O músico inglês Roger Waters, ao que parece, não aprendeu nada em sua última passagem pelo Brasil.

Apesar de tido todas as suas idéias políticas escorraçadas pelo público que queria ver um show e não um comício pró-Lula, Waters voltou a se posicionar politicamente.

Relacionados:  Ernesto Araújo rebate Maia: “Só teme a parceria Brasil-EUA quem teme a democracia.”

Dessa vez, ele usou o Twitter para pedir que o governo americano não intervenha na ditadura de Maduro, segundo ele uma ‘democracia’.

Disse ele: “Parem essa loucura do governo americano, deixem o povo da Venezuela em paz. Eles tem uma democracia verdadeira, parem de tentar destruir isso para poder pegar o petróleo deles”

Relacionados:  Coronel brasileiro pede "Alguma ação diplomática em face a Maduro que nos atacou"