Suplente de Jean Wyllys é acusado de espionagem e de agir contra a segurança do Reino Unido

Conforme Jean Wyllys anunciou a aposentadoria política, desistindo de assumir o mandato de deputado federal para o qual foi eleito em 2018, usuários da internet foram rapidamente averiguar quem é o suplente que assumira sua vaga.

David Miranda, suplente de Wyllys, assumirá a cadeira na Câmara em fevereiro, mas seu nome está longe de ser desconhecido do grande público. No ano de 2013, David foi detido em um aeroporto em Londres, e acusado pela Scotland Yard de ter envolvimento com terrorismo e espionagem.

Durante a passagem de David pelo aeroporto onde foi detido, foi elaborado um documento explicitando as ações de David.

Diz o documento: “A inteligência indica que Miranda provavelmente está envolvido em atividades de espionagem, com potencial para agir contra os interesses da segurança nacional do Reino Unido”.

“Nós avaliamos que Miranda transportava conscientemente material cuja divulgação colocaria em risco a vida das pessoas”

“Além disso, a divulgação, ou a ameaça de divulgação, pretende influenciar um governo e é feito com a finalidade de promover uma causa política ou ideológica. Isso, portanto, corresponde à definição de terrorismo”.

Conforme noticiado pelo República de Curitiba, o DNA do PSOL é permeado de relações com terroristas. Achille Lollo, um terrorista italiano que fugiu para o Brasil e fundou o partido, o próprio Cesare Battisti que foi abraçado pela legenda e é claro, o ex-militante Adélio Bispo.

Miranda é casado com o jornalista Glenn Greenwald, dono do site esquerdista The Intercept, site este que durante a campanha de 2018 atacou abertamente e diariamente o então candidato Jair Bolsonaro.

O perfil Isentões, bastante conhecido no Twitter por desmascarar personalidades e usuários de esquerda sempre pegos em atitudes e ações hipócritas, levantou diversas informações sobre o passado e o presente do casal.

Diz o tópico: “Em 2016 ele (David Miranda) saiu candidato a vereador do Rio declarando ter 74 mil reais de patrimônio. Porém, nas doações pra campanha ele foi o principal doador com 250 mil reais, ou seja, mais de 3x o próprio patrimônio”.

“Já em 2018, ele veio candidato a deputado federal. O patrimônio dele cresceu, nesses 2 anos, mais de 4x. Um aumento de 372% em relação ao de 2016”

“A empresa Enzuli Viagens e Turismo Ltda., declarada no patrimônio do David Miranda e que também tem como sócio o próprio Glenn Greenwald, foi declarada inapta em setembro desse ano por “omissão de declarações” no entanto, usando informações de um outro jornalista chamado Charles Davis, que afirmou que em 2016 a “empresa Enzuli recebeu $ 476.525,00 dólares”. “E no ano anterior o valor foi ainda maior: $518.608,00”, e “Nesse outro citam mais um valor de $ 490.000,00 pra empresa”. “Pra fechar, eu consegui os documentos de 2014 a 2017 que mostram os pagamentos feitos pela First Look Media para a Enzuli. Total de $1.639.769 (de dólares)”.

Segue abaixo o link para o tópico com todos os documentos:

Com informações da Exame e do perfil Isentões.

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

10 Comentários em Suplente de Jean Wyllys é acusado de espionagem e de agir contra a segurança do Reino Unido

  1. Não é a toa que o tal de Jean vai embora do Brasil, só que, não esta sendo ameaçado pelo povo brasileiro, ai tem coisa, porque o suplente dele deve ter feito coisas terríveis para o pessoal do Reino Unido e com certeza o cara tá pulando fora com a desculpa que por aqui não é seguro para ele, eu que o diga, com estes tipinhos com mandato no Brasil não era seguro para NÓS da direita. Eita cambada, será que o Bolsonaro vai conseguir criar lei ou leis contra estes tipinhos para os colocar no lugar certo: Presidio de Segurança Máxima.

  2. Ha um vídeo postado ontem à noite de uma investigadora, que indica q foi Jean Wyllys o mandante do assassinato de Bolsonaro. A PF já sabe e, como ele tem foro privilegiado até 30JAN19, está dizendo q está sendo ameaçado e vai buscar asilo político. Motivo pelo qual alega sair (fugir) do Brasil o quanto antes.

  3. Cada um enxerga de um jeitão veja: para este leigo tá explicado o suplente é o mandante intelectual do plano e precisa do mandato para se proteger no STF tá de foro privilégiado entenda né diga lá polícia federal só terroristas PSOL não é um partido é uma organização do terror seita criminosa isso fere a constituição sou pela extinção de todos os partidos com a inclusão na lei da ficha limpa só renova quem respeitou as leis eleitorais e a constituição né

Deixe uma resposta