PGR acusa Renan de receber R$ 1 milhão em propina

Em denúncia da Procuradoria Geral da República, Renan Calheiros foi acusado de receber R$ 1 milhão em propina em 2012. O esquema também envolve o empresário Milton Lyra, apontado como operador de Renan.

O valor teria sido entregue em espécie no dia 31 de maio daquele ano, e faz parte de um pagamento pela aprovação no Senado, guiado por Renan, de um projeto de interesse da Brasken. O projeto colocava fim a incentivos fiscais para produtos importados, conforme apontas os procuradores.

“Milton Lyra atuava como um verdadeiro intermediário do parlamentar, e assim era reconhecido pelas pessoas que buscavam entrar em contato com o senador” aponta o documento.

Por ironia do destino, a delação premiada de executivos da Odebrecht, o codinome de Renan era “Justiça”, e a entrega só seria feita mediante apresentação da senha “justo”.

Informações dO Antagonista.

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

1 Comentário em PGR acusa Renan de receber R$ 1 milhão em propina

  1. Meu Deus do Céu!!! Jesus Cristo amado!!! O que está acontecendo? A polícia federal está proibida de atuar no caso Renan Canalheiros? Porque esse sujeito desprezível não está preso?

    Misericórdia Senhor! Depois de um alívio com a vitória para o início da batalha, não dá para ter um inimigo e um voto contra todos os projetos em pauta no senado (ainda com letra minúscula, até essa casa ficar limpa dos ratos).

Deixe uma resposta