Delação de Palocci derruba mitos e expõe a verdadeira Dilma Rousseff

Por muito tempo se espalhou aos quatro cantos da imprensa as inverdades que Dilma Rousseff era uma mulher honesta e incorruptível, e que o que lhe faltava era tato para lidar com o Congresso e a politicagem. Criou-se o mito da “Gerentona” e “Mãe do PAC”.

Passados alguns anos, a delação de Antônio Palocci, ex-ministro de Dilma, derrubou todos esses mitos por terra, e expôs a verdadeira Dilma Rousseff.

Um dos fatos mais marcantes no relato, foi de que Dilma não só brigou com Lula, seu criador, por mais propina, mas como também sabotou as relações do mesmo. Ou seja, o petismo fica explícito como um meio em que não existe lealdade, e que quando se trata de dinheiro sujo, ganha mais quem conseguir afugentar o rival. Ficou exposto também, que, como todo mundo já imaginava, Lula sabia quem é que ele estava colocando na linha de sucessão, visto que o mesmo também tentou ameaçar Dilma para conseguir o que queria.

No fim das contas, o PT caiu não só pela ação magistral de Sergio Moro e demais dos componentes da Operação Lava Jato, mas também por ter em sua estrutura, da base ao topo, membros que assim que tomados pela ganância, fazem oque for preciso para derrubar o opositor. Casos comprovando isso não faltam.