Paulo Guedes quer que funcionários públicos com mau desempenho sejam demitidos

O ministro da Economia, Paulo Guedes, entrou de cabeça no projeto de transformar o Brasil. E agora o ministro revelou que a reestruturação das carreiras públicas está em seus planos e de sua equipe.

A principal mudança deverá ser a demissão de funcionários que tenham mau desempenho, exatamente como acontece na iniciativa privada.

Um membro da equipe de Guedes afirmou que “acabar com a estabilidade seria muito desgastante, uma vez que esse é um direito que foi assegurado ao funcionalismo federal e aos estados pela Constituição. Existe uma outra forma de dar maior eficiência ao funcionalismo. Hoje, por exemplo, é muito difícil demitir um servidor por incompetência. Falta uma regulamentação. Quem é demitido acaba conseguindo voltar, depois que entra na Justiça. Isso tem que ser aperfeiçoado e pode ser feito por lei complementar”

Informações dO Globo e do MBLNews

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

46 Comentários em Paulo Guedes quer que funcionários públicos com mau desempenho sejam demitidos

    • Tem muito funcionario público que são exemplos, porém já ouvi várias vezes a frase,sou concursado,e ninguém pode mecher comigo.
      O mau desempenho de um funcionário afeta outras pessoas,por isso a ideia e boa sim,que trabalha direito não tem que ficar com medo.

      • Fico sempre surpreso com decisões sem fundamento. O funcionário público não produz porque é concursado. Ele é eficiente, por isso que passa pelo crivo do concurso. O problema não está nele e sim na chefia. Quase todos os chefes são apadrinhados politicos. Não têm compromisso com a carreira. São macacos. Pulam de galho em galho. Vão para onde pagam mais. Nunca vestem a camisa do time porque são transferidos por conveniencia pessoal ou pela força do padrinho que possuem. O funcionário de carreira morre no seco. Não é estimulado antrabalhar ou a produzir porque os chefes não trabalham, não fiscalizam, não cobram. Vivem de congressos, viagens e reuniões inócuas. São conhecidos vulgarmente como ASPONE ( ASSESSORES DE PORRA NENHUMA ) Quem varre a casa e quem apanha o papel sujo do chão imundo do serviço público é o concursado que paravreceber avreposição da inflação do período tem que fazer greve. O chefe não. Já chega com o salário lá em cima e sem botar a bunda na cadeiravde chefe.
        São muito competentes porque não sabem fazer nada. Tanto faz serem Secretários da Fazenda como serem Superintendentes das Santas Casas. São polivalentes. Vão para onde tem vacancia. Ao final: Fazem pouco e ganham muito e o funcionário concursado para pagar suas contad e alimentar suas familias tem que fazerem greve.
        O PROBLEMA NÃO ESTÁ NA BASE. O PROBLEMA ESTÁ NA COBERTURA. É por lá que a chuva entra.
        Esse Alexandre Garcia arranjou um empreguinho para criticarntudo mas não produz nada. Só discórdia. Manda ele falar o salário dele. O que ele produz mesmo ? Nada. A noticia chega pronta e ele critica. Nunca elogia.
        É uma vara de virar tripa.
        Entenda quem quuser e souber o que é.

        Fortaleza, 31.01.2019

        José Edgar

      • Eu concordo que tire a estabilidade de funcionário público, assim seremos melhor atendido,aqui em casa minhas filhas são todas concursadas, e trabalham mesmo,estão fazendo carreira dentro serviço delas,são funcionarias federais

  1. Sou funcionário público e concordo, desde que valha para todos os escalões. E também que se promova, como nos USA, um recall para todos os políticos, a cada dois anos.

    • Concordo com sua opinião. Até parece q o problema do Brasil é o funcionalismo público. Muito fácil ficar em seus gabinetes roubando e assinando papéis, querendo achando que está resolvendo alguma coisa. Ladrões!

      • E sem falar que o chefes cargos comissionados as vezes, tem o nivel de estudo mais abaixo do que a dos servidores, não sabem nada os servidores é que tem que ensinar

    • Quais parâmetros são considerados para a avaliações? Como fica o está tudo do servidor? E as condições de trabalho oferecida ao funcionário serão levado em conta? Por que muitas vezes estas são bem desfavorável. Ou a opinião pessoal da equipe de avaliação e que definirá o meu desempenho do funcionário. O que que acontecerá com a exoneração?

  2. Certíssimo pois já cansei de ouvir sou concurssada o que pode acontecer é me mudar de local de trabalho! E você não pode me disrespeitar se não te processo. Tem que deixar quem quer trabalhal.

  3. Infelismente so tem valor e e promovidos atualmente no servico publico, vagabumdo e puxa sacos. Sou funcionario publico mais trabalho e nunca fui promovido

    • Não sou político, mas politicos são colocados lá pelo voto, funcionários só aprovados pelo mérito, as situações são diferentes… Uma coisa de cada vez, no Brasil as coisas são sempre assim, quando alguém tenta melhorar, aparecem os complicadores, sou funcionário público concursado, e não tenho medo dessa legislatura, tem q. Ser assim mesmo, tem muito espertinho levando na graça, confiando na segurança que o concurso trás.

      • Você já analisou, por exemplo se está avaliação for feita vamos supor por uma comissão e os membros desta comissão não gostam da pessoa a ser avaliada? Será que não vai se abrir uma brecha para perseguição política. Não é do nosso partido vamos dar um jeito de demitir? Já presenciei funcionários sendo mau tratados talvez em muitos casos seria uma questão de educação de ambos os lados.

  4. Se isso for posto em ação tem que ser estendido para os maus políticos, magistrados, ministros e alcançar todas as esferas. Só penalizar o funcionalismo é uma grande sacanagem e ação de mal caratismo e capitalizar a previdência é legislar em causa própria uma vez que Guedes fundador de um banco que explorou essa farra que só dois país usam é uma pouca vergonha.

  5. Eu duvido que a demissão do funcionário público aconteça. O lobby do funcionalismo é muito forte. O governo demite e a justiça readmite. Tem que terceirizar o serviço para a iniciativa privada. Lá tem regra e não tem estabilidade para incompetente.

    • Sou funcionário público, concordo com a possibilidade de demissão em função de atos prejudiciais à instituição pública, contudo a terceirização é demasiadamente prejudicial ao todo, e ao contrário, não há regras, e acaba com o direito dos trabalhadores.

  6. Concordo .Para melhorar todo funcionário ,incluindo políticos, devem fazer além de concursos, avaliaçoes periódicas e serem monitoradas.Os chefes e diretores não permanecerem no mesmo setor por mais de um ou dois anos devido a puxa-saquismo,fofocas…

    • Tem que começar pelos magistrados que sao cheios de direitos, vivem de licença, trabalham no dia que querem, e aí de quem reclamar, fazem da justiça uma política partidária, envergonha o país, se começar dos que ganham altos salários para paasap credibilidade, pois até então não acredito que vocês estejam preocupados com melhorias no serviço público, pois sao ricos e não precisam deles, quando necessitam utilizam serviços particulares. Me poupe, nos poupe dessa falsa preocupação, até porque já existe os processos administrativos.

  7. Os critérios de avaliação devem ser feitos através de uma lei, isso é muito importante, pois muitas vezes nós funcionários públicos somos perseguidos por detectar a incompetência de chefes indicados para cargos de confiança sem qualquer compromisso com o funcionário público e sim para fiscalizar a oposição ao governo em questão.

  8. Sou funcionária pública concursada e sempre fiz um bom trabalho, o problema é que muitas vezes nos falta condições de fazermos um bom trabalho e tbm tem pessoas sem fazer nada e ganhando muito e pessoas sufocadas de trabalho ganhando miséria, tem que rever tbm a questão de, se puderem demitir que paguem FGTS tbm igual ao serviço privado.

  9. Deveriam tercerizar tudo… ai nao ia ter essa de amiginho do fulano.. ou p q e de tal partido… tem que atingir as metas. E nos os patroes e que iriamos dizer com pesquisa de satisfacao se estamos ou nao contente com o servico anos prestado… . Por isso o nome func. Publico… ou funcionario do povo… p q alguns tratam seus patroes que somos nos que nem lixo….e a maioria é tudo vadio….

    • Com certeza os atendimentos em repartições públicas melhoraria 50%, visto ter muitos funcionários que esquece quem paga seus polpudos salário, atendendo com arrogância como se fosse melhor que o contribuinte. É só colocar nas repartições uma máquina que o contribuinte digite o grau de satisfação no atendimento. quem sabe citar o nome do funcionário, logo, logo a coisa mudava pra melhor. Atenda bem! cumpra sua obrigação. e não se preocupe com a possibilidade da nova lei.

    • Se passou em rodas as etapaa não é despreparada, é que as empresaa publicas nao oferecem treinamento, joga a pessoa na função e eça q se vire pra aprender… Sei dissp por quê trabalho em uma empresa pública e fiz um concirso dificílimo.

    • Oi Germano !Vereador,Dep/Est-Dep.Fed.e Senador, São funcionários Públicos,São cargos eletivos,portanto o governo não tem nem responsabilidade nem uma pelo mau político que você sim possa ter ajudado a assumir uma cadeira no legislativo. Tiferente do concursado!

  10. Tem que ser assim mesmo não basta ser bem preparado pra passar no concurso, tem que botar a mão na massa pra valer por que tem muitos por ai que por serem efetivos fazem o que querem.

  11. O serviço público Federal é um mamute, ninguém consegue fiscalizar coisa tão imensa, portanto é só bravata, nada será mudado. Sou servidor público Federal a quase 40 anos e a única maneira de promover mudanças e tornar o serviço mais eficiente é dotando o mesmo método adotado pela Justiça Federal, se premia aqueles que se dedicam mais, os demais estarão se esforçando para também fazer jus aos prémios. Agora ser vagabundo ou se matar no serviço da na mesma, pra que se matar?

  12. De Grande valia que isso avonteca pois a falta de competência e boa vontade é muito grande, ea população é quem sogre, o INSS e a caixa economica federal tem que passar o rodo.

Deixe uma resposta