Governador petista atrasa solução de crise no Ceará

Após a rápida ação de Sergio Moro para conter a onda de violência perpetrada por organizações criminosas no Ceará, o entendimento da cúpula do Ministério da Justiça é de que o governador petista Camilo Santana “é lento” na execução das medidas que devem conter a crise de segurança.

Segundo informação do Antagonista, um integrante do gabinete de crise, criado por Sergio Moro, teria afirmado que “a situação está melhorando, mas poderia já ter sido resolvida”.

A resposta de Sergio Moro se deu logo no começo da crise, e já no início das medidas, que envolveram o envio de tropas da Força Nacional, os resultados mostraram que os ataques diminuíram.

Informação dO Antagonista.

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta