Em enterro de PM, governador do Rio diz que vai “usar todos os meios para aniquilar o crime organizado”

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, carrega caixão no enterro do soldado Mariotti, primeiro policial militar morto no ano, no Cemitério Jardim da Saudade.

O ano de 2019 começou trazendo diversas alegrias, mas também algumas tristezas. No último sábado, o soldado Daniel Henrique Mariotti, policial militar do Rio de Janeiro entrou para as estatísticas como o primeiro PM morto no Rio neste ano. Mais impactante de tudo é que Daniel morreu como um herói, sendo baleado após tentar impedir um assalto na Linha Amarela.

Durante o enterro, que contou com a presença do senador Flávio Bolsonaro, o governador Wilson Witzel afirmou que vai intensificar ainda mais a luta contra o crime organizado no estado.

“A morte do policial Mariotti, de qualquer cidadão, sempre vai resultar em ações da polícia Civil, Militar e Administração Penitenciária. Nós não vamos permitir que o crime organizado continue barbarizando a nossa sociedade. Vamos agir, sim, cada vez mais coordenados, com mais reforços, com mais técnicas, e nós temos a convicção de que vamos vencer o crime organizado. O Estado é mais forte que eles e nós vamos usar todos os esforços e meios para aniquilar e asfixiar esse crime organizado” disse o governador.

E concluiu “Eu fiz a minha parte. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros tomaram as providências para providenciar um neurocirurgião. Tivemos, por alguns instantes, a esperança de que ele seria submetido à cirurgia e eu mesmo estive ali com o seu Jorge, pai dele, ali, orando com a sensação de que poderíamos ter uma vitória”.

Infelizmente, o soldado Mariotti não foi o primeiro a morrer nesta guerra, mas o Brasil torce para que seja o último.

Informação do G1.

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

1 Comentário em Em enterro de PM, governador do Rio diz que vai “usar todos os meios para aniquilar o crime organizado”

Deixe uma resposta