Bolsonaro coloca General para comandar hospitais universitários

O General Oswaldo Ferreira será o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, e com isso, comandará os hospitais universitários federais.

Ferreira, que atuou bastante como conselheiro no período de campanha, era cotado para assumir o Ministério da Infraestrutura, mas negou o convite por razões pessoais.

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares é vinculada ao Ministério da Educação, que será comandado por Ricardo Vélez-Rodriguez.

Informação dO Antagonista.

 

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

8 Comentários em Bolsonaro coloca General para comandar hospitais universitários

  1. Que bom, espero que não falte profissionais capacitados para atender o povo,aproveito para dizer que o hospital do Andarai esta faltando médicos alguns estão trabalhando por contrato e não tiram férias.

  2. NA VERDADE O QUE ME PREOCUPA, MAIS, SÃO AS UNIVERSIDADES, QUE ESTÃO TODAS.APARELHADAS, COMO O NOVO GOVERNO IRA FAZER?. DIÁLOGO? ISSO NÃO EXITE, SOMENTE O USO DA FORÇA RARA O DESAPARELHAMENTO, SEPARAR O JOIO DO TRIGO, , ISSO DE FATO
    ME PREOCUPA MUITO..

  3. E UMA SUGESTÃO, A CADA ACADEMICO RECEM SAIDOS DAS FACULDADES DE MEDICINA, TERIAM, POR FORÇA DE LEI, PRESTAR SERVIÇOS , ASSIM, COMO NAS FORÇAS ARMADAS, PELO TEMPO DETERMINADO POR LEI, ACHO QUE ISSO ACABARIA COM A CARENCIA DE MEDICOS, PARA A POPULAÇÃO, POIS O FATO É QUE SAEM DA FACULDADE, E SÓ QUEREM FICAR NAS CAPITAIS E REGIÕES METROPOLITANAS, ELES IRIAM CRESCER COMO PESSOA, E MEDICOS,. .

  4. Ótima sugestão de Mário Barros precisa ver os Médicos, enfermeiras e para médicos do hospital Militar de Porto alegre todos Militares e com excelente atendimento apesar dos parcos recursos destinados pelo Governo Federal chegam a controlar copos de plástico , papel toalha e problemas de manutenção talvez deva melhorar com próximo governo

  5. Serviço militar obrigatório para todos os graduados em universidades públicas. Pelo mesmo tempo que levou para se formar. Quaisquer que sejam os cursos da graduação.

Deixe uma resposta para MARIO BARROS Cancelar resposta