PSOL revela seu lado totalitário e tumultua com violência a diplomação dos eleitos em São Paulo

O Partido do Socialismo e “liberdade” escancarou de vez o seu lado totalitário e resolveu tumultar a diplomação dos Deputados eleitos de São Paulo.

Durante a diplomação da deputada estadual Monica, da bancada ativista do PSol, um dos supostos co-deputados eleitos, Jesus dos Santos, subiu no palco, foi atacado por outros parlamentares e acabou retirado da tribuna pela segurança da Casa.

Santos e os demais deputados da bizarra “bancada ativista” – são sete no total – não teriam avisado o cerimonial que gostariam de receber o diploma todos juntos. A bancada adota mandatos coletivos, entendendo que a cadeira conquistada na eleição pertence a um grupo e não a uma pessoa, mas não há previsão legal para ‘mandatos coletivos’, sendo totalmente fora das leis brasileiras tal bizarrice.

O partido de Wyllys e Boulos inovou mais uma vez. E não aceitando as leis e a realidade resolveu tumultuar e tentar se impôr pelo grito e truculência, estragando uma cerimônia em que se se celebra a democracia.

Vergonhoso.

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

5 Comentários em PSOL revela seu lado totalitário e tumultua com violência a diplomação dos eleitos em São Paulo

  1. Concordo com o Vanderlei e acrescento : ” No governo do Bolsonaro essa corja de esquerdopatas terão o castigo que merecem. Cassação e cadeia para os corruptos e falsos patriotas. Boulos … Jean Willis, etc…etc….

Deixe uma resposta