“Se Maduro entrar no Brasil, deverá ser preso”, diz Janaína Paschoal

A jurista Janaína Paschoal, deputada estadual eleita de São Paulo com a maior votação da história, se pronunciou sobre a decisão do chanceler Ernesto Araújo de não convidar o Ditador venezuelano Nicolás Maduro para a posse de Bolsonaro.

Além da questão humanitária, a Venezuela tem enorme dívida financeira com o Brasil. Durante os governos petistas (Aliados da Ditadura venezuelana) bilhões do dinheiro brasileiro foi enviado para o país via BNDES.

Confira o pronunciamento da jurista e professora da USP concordando com a decisão de não convidar o Ditador para a posse:

Veja o pronunciamento oficial do futuro chanceler:

8 Comentários em “Se Maduro entrar no Brasil, deverá ser preso”, diz Janaína Paschoal

  1. Parabéns ao Ministro das Relações Exteriores e também à Jurista, Dra. JANAINA PASCHOAL, e que as leis sejam rigorosamente cumpridas e esse canalha, genocida, terrorista seja preso.
    #PTNUNCAMAIS

  2. Acredito que deveria ser preso sim, e o Brasil deveria, com suas forças militares, invadir a Venezuela para libertar o povo venezuelano desse governo maldito.

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Maduro responde: “Jamais iríamos a posse de um presidente que é a expressão do Fascismo”

Deixe uma resposta