Ministério Público faz 27 denúncias por fraudes na Lei Rouanet

Apesar da ‘choradeira’ dos artistas, a Lei Rouanet está por um fio. É muito provável que o ‘esquema’ acabe no governo Bolsonaro ou seja totalmente remodelado.

No último domingo (9), Fernanda Montenegro fez um desabafo contundente pedindo a continuidade da Lei Rouanet afirmando que ‘artistas não são ladrões’. A denúncia alguns dias depois caiu como uma bomba para a classe artística, tão empenhada em manter seu financiamento público.

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo encaminhou à Justiça 27 denúncias na “Operação Boca Livre”, que investiga um esquema de desvio de recursos públicos de isenção fiscal para patrocínio cultural pela Lei Rouanet.

Segundo o MPF, os recursos deduzidos de impostos de grandes empresas patrocinadoras, em vez de se destinarem a finalidades culturais, foram aplicados fraudulentamente pelo grupo Bellini Cultural em eventos e publicações corporativas privadas. O dinheiro desviado chegou a ser usado até mesmo no pagamento de gastos com o casamento de um dos filhos do dono do grupo.

De acordo com o Ministério Público, as irregularidades eram praticadas com o conhecimento e a concordância das companhias envolvidas.

As fraudes dividiam-se em cinco modalidades: superfaturamento, elaboração de serviços e produtos fictícios, duplicação de projetos, uso de terceiros como proponentes e contrapartidas ilícitas às empresas patrocinadoras.

O dono da empresa e os filhos, os funcionários da empresa e os responsáveis pelos projetos em cada uma das empresas patrocinadoras envolvidas já tinham sido denunciados. Desta vez, foram denunciados os diretores de 27 empresas e instituições patrocinadoras.

Eles são acusados dos crimes de estelionato contra a União e associação criminosa ou quadrilha ou bando.

Fonte: EBC

18 Comentários em Ministério Público faz 27 denúncias por fraudes na Lei Rouanet

  1. Artistas né? Ao que se verifica devem ser os mesmos esquerdistas apoiadores dos Petistas e companhia, cadeia neles, sem dó e nem piedade, seja lá quais forem, inclusive para mostrar aos mais humildes o “quanto” foram e estão sendo enganados por “supostos” artistas iniciantes.

  2. Teve um compositor que fez uma música do tipo vagabundagem.
    A letra sofreu uma modificação e agora ficou assim:
    ESTAVA À TOA NA VIDA
    O BOLSONARO CHEGOU
    ACABOU COM A LEI ROUANET
    E A MINHA MAMATA ACABOU

    e vai narrando e a Banda vai passando.
    O LULEIRO QUE CONTAVA VANTAGEM ESTÁ PRESO
    OS FILHOS TODOS ESTÃO INVESTIGADOS TAMBÉM
    VÃO PRENDER TODOS OS POLÍTICOS
    E NÃO VAI SOBRAR ROUANET PRA NINGUÉM.

    • Inveja de atriz? Soa meio estranho.
      O “papel” dela no Faustão, foi mesmo ridículo. Não deveria ser conivente com mais esse “assalto” aos cofres públicos.
      Quer dizer q como são artistas podem tudo?

    • Ela é top !! Sem duvida è a melhor de todos os tempos,,,, só não pode defender bandido ! A roubalheira em um pais corrupto de nascença !!! Isso vai acabar e os comunistas vão para o inferno !!! Kkkkkk

    • Foi um momento constrangedor para quem assistiu… uma pena ver Fernanda se igualar a tantos SAFADOS! O Injustificável é indefensável … Triste finalização com uma interpretação rasteira. 💚💛🇧🇷🙏👀

  3. Como há gente que fala sobre assunto o qual não tem o mínimo conhecimento. A lei é responsável pela restauração de inúmeros prédios históricos, e incentivos de atividades culturais que não passsm de 100 mil reais, cada 1 reais investido há retorno de 1,59. Há distorções, há. Mas a lei de um modo geral é boa. Há um da FGV sobre a lei. As pessoas deveriam ler para se informarem.

    • Sempre tem um idiota que se acha o mais intelectual. Contra fatos não há argumentos. Esses corruptos devem mesmo serem investigados, e faze los devolver nosso dinheiro aos cofres públicos, para que todos possam ter qualidade de vida.

  4. Será que Fernanda Montenegro tomou o gardenal dela hoje. Esses esquerdistas são espertos em criar( leis ) que beneficia eles próprios e não o povo. Graças a Deus essa mamata acabou secou o leite da teta.

    • Essa lei foi feita no governo do Collor que é de direita , pesquisa um pouco antes.
      Pelas normas do Direito, esta legislação representa a Lei nº 8.313, sancionada pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello no dia 23 de dezembro de 1991 e ganhou este nome em homenagem ao Secretário Nacional de Cultura da época, Sérgio Paulo Rouanet.
      Collor é de direita ok.

  5. O problema não está na criação da lei, nem na época em que foi sancionada e sim na forma, tendenciosa, que vinha sendo “abusada”, onde os projetos para liberação dos recursos só eram aprovados, quando colocados por “profissionais infiltrados” no sistema mediante cobrança de valores pagos antecipadamente, senão seriam indeferidos, muitos artistas merecedores dos recursos nunca conseguiram os valores necessários para alavancarem suas carreiras. Quanto a grande atriz Fernanda Montenegro, não se discute sua qualidade como artista, acredito que ELA foi infeliz em sua colocação, realmente, na sua grande maioria os profissionais da arte são sérios e corretos, não se pode generalizar, tendo em vista, que em todos os campos precisamos tomar cuidado ao separar o joio do trigo.

  6. Se é de direita ou de esquerda, não interessa. O importante é que artistas já muito bem resolvidos financeiramente usaram dinheiro público para financiar suas mamatas de qualidade duvidosa, enquanto os verdadeiros artistas pobres e iniciantes não conseguem ajuda. Isso para não falar nos desvios de finalidade, superfaturamento, etc. A Fernanda, mais uma vez, se aliou ao que há de mais podre na política brasileira – basta ver as fotos com Cabral, Paes, Lula, Dilma et caterva…podia ter se aposentado sem essa vergonha…

Deixe uma resposta