Mais Médicos foi negociado secretamente por Dilma e ditadura cubana

Segundo telegramas diplomáticos acessados pela Folha, as negociações que culminaram no programa Mais Médicos foram feitas de forma secreta envolvendo o governo Dilma e a ditadura cubana.

Os documentos informam que  Cuba queria cobrar 8 mil dólares por médico, mas acabou aceitando a contra-proposta brasileira de pagar 3 mil dólares para o governo cubano e mil dólares para o médico.

Normalmente, o acordo deveria ter sido submetido ao Congresso, mas o embaixador José Eduardo Felício sugeriu um “contrato comercial de compra de serviços médicos” através da OPAS.

Essa opção, no entanto, deveriam passar por Washington, onde a sede da OPAS é situada, porém Alexandre Padilha sugeriu que o acordo fosse feito diretamente entre Brasil e Cuba, sem passar pelos Estados Unidos.

Informação dO Antagonista.

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

2 Comentários em Mais Médicos foi negociado secretamente por Dilma e ditadura cubana

  1. TEM MUITA SUJEIRA POR TRÁZ DESTE ACORDO DA DONA DILMA COMO DITADOR
    CUBANO, FORAM GORDAS PROPINAS TROCADAS, PORQUE NÃO SE FEZ ESSE ACORDO
    A LUZ DO DIA E DE PORTAS ABERTAS, TUDO QUE É SECRETO E ESCONDIDO É PORQUE
    TEM MARACUTAIA, A DILMA É MUITO PIOR QUE O LULA SÓ QUE ELA NÃO TEVE CHANCE
    DE PROVAR SUA INDECÊNCIA.

    • Tem muita coisa ainda pra ser revelada isto não é nada diante do que vem por ai está vagabunda e a gang dela tem muito a explicar cadeia pra todos

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.