Jurista detona farsa esquerdista sobre Bolsonaro representar regime militar

O Jurista e ex-presidente do TST, Almir Pazzianotto Pinto, escreveu para o Estadão desmontando a tese esquerdista de que Bolsonaro representa a volta dos militares de 64 tomando o poder.

“Jair Bolsonaro foi eleito por ampla maioria de votos. Seria temerário, inútil, e irresponsável qualquer tentativa de pôr em dúvida ou contestar a legitimidade do mandato que lhe outorgou a Nação (…).

Se em algum porão a ideia de golpe é articulada, não brotou no interior do próximo governo. Espera-se que a oposição liderada pelo PT, inconformada com a derrota, não enverede pelo caminho da aventura. Radicalismo e ódio, neste momento de esperanças, significa afrontar a vontade do povo que aspira viver em paz”.

Informação dO Antagonista.

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error: