Com o fim da obrigatoriedade do imposto sindical, receita de sindicatos cai 86%

O projeto do fim da obrigatoriedade do imposto sindical aprovado pelo Congresso Nacional, e que compunha a reforma trabalhista, já mostrou seus resultados iniciais.

O Projeto que foi criado pelo deputado Paulo Martins já conseguiu garantir mais dinheiro no bolso do trabalhador derrubando em 86% a receita dos sindicatos.

Quando analisado o período de janeiro a setembro do ano de 2017, os valores eram cerca de R$ 1,98 bilhões. Agora em 2018, no mesmo período, é registrado apenas R$ 276 mil.

Informação dO Antagonista.

Siga-nos no Facebook

6 Comentários em Com o fim da obrigatoriedade do imposto sindical, receita de sindicatos cai 86%

  1. É por ai mesmo, desde que comecei a trabalhar sou contra esse imposto e houve épocas que inventaram mais ainda, tomara permaneça a lei que impede o desconto, penso que num pais democrático qualquer desconto, exceto INSS E IR devem ter autorização pessoal de cada contribuinte.

  2. Fui sindicalista por três anos, e deu praia ver como funciona a farra com o dinheiro do trabalhador,e aí resolvi me desligar, esse imposto é só praia enriquecer os que estão lá dentro!!!

  3. A contribuição sindical deixou de ser obrigatória depois da reforma trabalhista, mas existe um outro tipo de cobrança sindical que pode estar sendo feita sobre o nosso salário: a contribuição assistencial. Esta taxa é estabelecida ppor meio de acordos ou convenções coletivas de trabalho e serve para custear a participação dos sindicatos nas negociações salariais…

  4. Sindicatos só arrecadam. A prestação de serviços oferecida é pífia em relação ao que é arrecadado. Principalmente os sindicatos patronais. O dono de uma micro empresa para Imposto Sindical, sem nem ao menos saber direito o que está pagando, com medo de ser prejudicado em sua firma. É preciso esclarecer isso. Botar em pratos limpos…

  5. Não gosto de generalizar, mais o sindicato de São Luís – MA é um dos únicos sindicatos honesto e olha que já trabalhei nesse Brasil quase todo, e lá eu tive assistência tanto sindical quanto médica e o setor médico alcançou minha esposas e filhos…e que falta ao meu ver e fiscalização…eu apoio o sindicato de Sao Luís – MA

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.