Com Moro, Ministério da Justiça terá acesso em tempo real a movimentações financeiras de políticos

Jair Bolsonaro, em sua ideia de reformular o Ministério da Justiça, transformará a pasta em um superministério, e Sergio Moro terá liberdade para trabalhar pelo Brasil.

Um dos avanços será o uso da COAF – Conselho de Controle de Atividades Financeiras – pelo Ministério da Justiça. O órgão vai preparar relatórios diários sobre movimentações atípicas de autoridades, servidores públicos e políticos.

Na Lava Jato, Sergio Moro já tinha acesso aos dados da COAF, principalmente envolvendo condenados pelo petrolão.

Siga-nos no Facebook

2 Comentários em Com Moro, Ministério da Justiça terá acesso em tempo real a movimentações financeiras de políticos

  1. Quem é o chefe de um ministro de Estado?
    Todo o subalterno que não anda na linha (traçada pelo chefe) ou sai ou é saído. Nossa esperança e votos, é que Bolsonaro e equipe de governo mantenham uma postura ética e adequada à lei, de modo que a imagem e todo o trabalho construído à frente da Lava Jato do juiz Sergio Moro não venham a ruir.
    É o risco que ele corre, entre seguir as determinações de uma política de Estado e a ética de juiz, se uma divergir da outra.
    Mas torçamos que Moro, à frente do Ministério da Justiça, seja impecável como foi na Lava Jato.

Deixe uma resposta

error: