TSE da continuidade ao processo que pode deixar Haddad inelegível

O ministro Jorge Mussi do Tribunal Superior Eleitoral optou por prosseguir com a ação que pede a inelegibilidade de Fernando Haddad e Manuela D’Ávila.

A ação foi proposta pela coligação de Jair Bolsonaro, e constitui-se da acusação de apoio irregular do governo da Paraíba ao candidato do PT.

Segundo o advogado de Bolsonaro, o governador Ricardo Coutinho do PSB estaria usando “todo o seu staff e toda a estrutura política administrativa” para propaganda eleitoral.

Na ação também são acusados o reitor e o vice-reitor da UFPB de usar a estrutura da universidade para propagar a candidatura do petista.

informação dO Antagonista.

Siga-nos no Facebook

2 Comentários em TSE da continuidade ao processo que pode deixar Haddad inelegível

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.