Gleisi e PT tentam esconder carta de apoio ao ditador Maduro

Senadora Gleisi Hoffmann durante reuni‹o do PT -EstratŽgias para a Economia Brasileira- Foto: SŽrgio Lima/PODER 360

Quase na reta final de campanha, o PT decidiu fingir que é outro partido. E talvez essa seja a maior ironia do destino. O PSDB passou as últimas cinco eleições tentando ser o PT, e só perdeu. Agora quando o PT está perto de ser derrotado, eles vão lá e se travestem de PSDB.

Recentemente o site oficial do Partido resolveu esconder as cartas de apoio ao governo ditatorial de Nicolas Maduro, que está destruindo a Venezuela.

Pois aqui transcrevemos na íntegra a carta de Gleisi Hoffmann em apoio ao ditador. A carta tem exatamente 1 ano. Pode parecer antiga, mas o caos na Venezuela já era informado por membros da oposição desde 2014.

O Partido dos Trabalhadores saúda o presidente Nicolás Maduro e seu partido , o PSUV , pela contundente vitória eleitoral nas eleições regionais deste domingo, 15 de outubro de 2017, a vigésima segunda eleição em dezoito anos de governos liderados pelo PSUV.

Este dia será lembrado como o dia de uma vitoriosa jornada de democracia, onde mais de 60% do eleitorado atendeu à convocação democrática e compareceu, de maneira cívica e pacífica, manifestando seu apoio à paz , à democracia e à soberania na Venezuela.

Essa vitória adquire ainda mais importância histórica por ter se dado em meio a uma torpe tentativa de cerco e aniquilamento do país liderada pelo governo estadunidense, império que busca derrotar os povos e nações que lutam por justiça social, inclusão social e autodeterminação.

Parabéns, Venezuela!
Parabéns, Presidente Maduro!
Viva o povo venezuelano!

Gleisi Hoffmann
Presidenta PT

Monica Valente
Secretária de Relações Internacionais

Siga-nos no Facebook

3 Comentários em Gleisi e PT tentam esconder carta de apoio ao ditador Maduro

Deixe uma resposta