Membros do NOVO ignoram nota do partido e ‘abraçam’ Bolsonaro

Diversos membros do Partido NOVO decidiram abraçar a candidatura de Jair Bolsonaro.

Romeu Zema, líder na corrida pelo Governo do Estado de Minas Gerais, apoiou abertamente Bolsonaro, e por isso conseguiu chegar ao segundo turno liderando.

Agora Rogério Chequer, ex-lider do movimento “Vem Pra Rua” e candidato derrotado na disputa pelo governo de São Paulo também declarou apoio.

“Estou há longos 4 anos combatendo o PT, a corja da Política Velha e o resto do Sistema. Já avançamos muito neste 1º turno. Não será neste momento crucial que vou deixar de me posicionar. Declaro meu voto a Jair Bolsonaro para o segundo turno. PT nunca mais.”

Siga-nos no Facebook

12 Comentários em Membros do NOVO ignoram nota do partido e ‘abraçam’ Bolsonaro

  1. Eu não esperava nada diferente das pessoas que conheço como filiado e apoiador do NOVO. O partido não vota, ele é uma instituição. Mas os candidatos, as pessoas, os filiados, na sua quase totalidade declaram publicamente apoio a Bolsonaro. PT nunca mais!

  2. Amoedo é o cara que se diz imparcial pra no final da eleição ele conseguir apoio de seja la qual for o presidente. Podendo assim dizer que, se Bolsonaro ganhar ele não apoiou o Haddad e vice versa.

  3. Um partido com responsabilidade tem obrigação moral ética de declarar posicionamento.
    Desfaz o partido se sua função não for a patria.
    Amoedo deixa desejar no quesito humildade.
    Melhor discurso é o do derrotado.
    Parabéns aos que se pronunciaram,porém a muito que o “NOVO” EXERIENCIAR.. não esperem ficar velho pra fazer a diferenca.

  4. Notícias tendenciosa e sob encomenda, não é verdadeiro, esse posicionamento, não é da maioria, eu diria 50%, os outros 50% ou vai abater-se da escolha ou mm votar no PT, posso afimar isso, como administradora de grupos de apoio ao partido Novo. Tentar provocar efeito manada e velho, eleitores do Novo, entendam, sao independentes e inteligentes, isso não funciona, não é aplicável a nos.

  5. Não ignoramos a nota do partido: seguimos a idéia de “não nos aliarmos ao PT”. A República de Curitiba parece aliada ao mainstream da mídia. Espero que os eleitores do “coiso” ignorem a posição de neutralidade do mesmo e votem em Comandante Moisés em Santa Catarina.

  6. Este tipo de abordagem da matéria é só para dar ibopte ou é desconhecimento de causa… Se Vcs. acham que dizer que os únicos candidatos viáveis nesta campanha eram Amoedo e Bolsonaro é dizer explicitamente que ele Zema já o apoiava no 1° turno e ainda mais que isso em 3 dias tivesse tido todo este poder de alavanca-lo parabéns pela genialidade. E quanto ao título… que nota do partido foi ignorada por alguém… ? O que o Chequer e diversos outros do partido fizeram foi seguir a diretriz explicita de PT nunca em hipótese alguma… e um partido que se preze nunca vai dar apoio explicito a outro antes de terminar o 1°turno de uma campanha… seria suicídio político a implosão do partido antes de nascer. Todos os filiados simpatizantes e candidatos podem apoiar quem eles quiserem no 2° turno… e dos muitos que conheço ninguém vai apoiar o poste do cara de Curitiba… Quase todos os outros partidos ficaram neutros mas só falaram isso depois do Novo… afinal alguém nasceu para ser líder e dar exemplo o resto quando pode segue atrás.

  7. Não ignoram notas do partido não…. Pra quem ainda nao entendeu, o NOVO é liberal e não poderia obrigar seus membros a fazerem o que o partido quer…. Cada um é livre pra apoiar quem quiser! O Partido Novo me representa. Votei NOVO de cabo a rabo no primeiro turno. Mas, no segundo não posso me abster, e escolhi Bolsonaro, como não poderia deixar de ser! PT NUNCA MAIS!

  8. Os “DIVERSOS” eleitores do NOVO, aos quais a matéria deve estar se referindo, são os Bolsominions INFILTRADOS que surgiram nos grupos, após o resultado das eleições. Chegaram até CRIAR perfis e grupos FALSOS com MOLDURA E “LOGO” do NOVO para atrair e cooptar os incautos! Só que bastava vc não concordar com determinada fala ou posicionamento que suas “máscaras caiam”, fazendo surgir toda ignorância, agressividade e impossibilidade de diálogo, típica dos “seguidores do messias”.
    Falam dos PTistas, mas usam de táticas ainda MAIS SUJAS!
    Essas pessoas têm o candidato que MERECEM.

  9. Nossa..! De teu nome vc nao tem nada…Eu e minha familia nunca fomos torturados pelo Bolsonaro mas fomos enganados e Roubados pelo cachaceiro ladrão da qual vc deve ser giel adoradora…..

  10. Esta questão de apoiamento configura-se um tanto com vaidade, egocentrismo ou outro atributo semelhante de quem almeja um cargo, posição, etc, pois procura para si, algo que sozinho não consegue ou entende de difícil execução. A direção do Novo está coerente com seus princípios institucionais, e só daria apoio, suponho, se o programa de governo e o modus operandi do partido requerente fosse semelhante ao dele. A máxima do Novo é não “fazer política velha”, ou seja, coligar-se com o clientelismo, coronelismo, com as velhas práticas políticas do “toma lá da cá”, vender-se “ao diabo”. Agora, o eleitor do Novo, pode e deve fazer um exame de conscência sobre em quem votar no 2º turno, de modo a projetar para os próximos quatro anos, o seu destino e o da Nação.
    Observem no entanto, que os partidos de maior notoriedade ganham mais tempo de TV fazendo coligações legais, mas nada transparentes, e nem se preocuparam em dispenderam o mínimo esforço para que os partidos de menor expressão midiática tivessem um tempo maior na TV para exporem seus programas, tudo ancorado na esdrúxula lei “de tempo de TV”.
    Parece um milionário querendo completar o seu milhão com os centavos do pobre, não parece?

Deixe uma resposta