Assista: Roger Waters coloca “elenão” em telão de show em SP e é vaiado

O músico britânico Roger Waters passou por uma situação complicada em seu show em São Paulo.

Ao tentar exibir as comuns mensagens politizadas de cunho comunista e criticar Jair Bolsonaro, o músico foi vaiado por mais de 40 mil pessoas.

 

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

23 Comentários em Assista: Roger Waters coloca “elenão” em telão de show em SP e é vaiado

  1. Não dê palpite na casa dos outros, seu perdedor! Esses caras não conseguem mais reunir uma plateia deste tamanho na Europa ou nos Estados Unidos..vêm aqui pra quê? Nos alfabetizar? Vai catar coquinho, imbecil!

  2. Essa cambada de FDPs vem se meter em assuntos internos de outro país, tem mesmo é que se lascar. Acho que nunca mais abre a boca no Brasil, onde Fidel já mandou, Chaves já mandou, o cocaleiro Evo Morales já mandou, agora o Brasil é outro seu babaca.

  3. Se meteu onde não deveria! Não seria um gringo que faria eu mudar meu voto e deixar de contribuir para eleger Jair Messias Bolsonaro o novo presidente do Brasil.

  4. Vamos entender o que aconteceu! Então, os responsáveis pela Produção do Show do Roger Waters no Brasil, em grande parte formada por amiguinhos de artistas nacionais que vivem de mamar na Lei Rouanet, e por via de conseqüência, sustentam as Produções Nacionais na época das vacas magras, induziram, a Produção Internacional do Show, ao erro, inclusive apresentando a eles uma cópia do documento emitido por aqueles 3 xaropes da Comissão dos Direitos Humanos da ONU, documento esse que sequer foi endossado pelos Delegados dos Direitos Humanos da ONU, e que sustenta a tese de que o LULADRAÇO é um Preso Político, e não um Político Preso. Pois bem, sem conhecer a realidade política do Brasil, os Produtores Internacionais do Show incorporaram a história da carochinha no Show, sem o conhecimento de Mr. Roger Waters, e inseriram a controversa hashtag #ELENÃO, achando que estaria dentro dos temas que Roger Waters leva como bandeira de luta na condição de Ativista dos Direitos Humanos, já que o seu Pai morreu na Guerra do Vietnã.
    Como sabemos, Astros como Roger Waters, vem para o show no seu jatinho particular, desce no aeroporto um dia antes do evento, cumprem uma agenda de entrevistas, compromissos com os patrocinadores oficiais do evento, e vai para o Hotel descansar. Sobem ao palco, certos de que está tudo pronto. Além do visível constrangimento, Roger Waters confessou não saber o que estava acontecendo no Brasil e, muito provavelmente, sem ao menos saber que Jair Bolsonaro, o candidato alvo do movimento #ELENÃO, obteve o apoio de quase 50 milhões de eleitores no primeiro turno da eleição, ou seja, que Jair Bolsonaro tem legitimidade democrática e que suas ideias e planos estão em consonância com os anseios de grande parte da população brasileira.
    No fim e ao cabo, um dia eles vão parar de misturar alhos com bugalhos. Quem paga uma grana alta para assistir um Mega Show, não está lá para discutir ou se envolver em controversas políticas.

  5. Se ele e Madonna morasse no Brasil com um salario e andasse pelas ruas eles falaria #B17 os artistas daqui fala porque eles não depende do SUS não depende da segurança e da educação falida

  6. Vem para o Brasil, é bem recebido, entra na conversa fiada dos lacradores de plantão sem procurar saber o que realmente se passa.
    Que sirva de exemplo para todos os que quizerem dar seus pitacos onde não foram chamados.

  7. SE NÃO SABIA O QUE SE PASSAVA NO BRASIL, DEVIA SE LIMITAR A CANTAR E CALAR A BOCA PARA ASSUNTOS INTERNOS! IMBECIL, ESSE NÃO VOLTA MAIS. VAI CANTAR NA CUBA QUE O PARIU!

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.