Lava Jato: Ciro Gomes “sabia e participava, com certeza” de ‘Esquema Cearense’

A revista Veja revelou em matéria que o candidato Ciro Gomes pode ter mais a esconder do que aparenta. Embora se auto denomine ‘ficha-limpa’, ao que parece, não o é.

A testemunha Niomar Calazans, ex tesoureiro do Pros, partido ao qual Ciro e seu irmão Cid Gomes foram filiados entre 2013 e 2015, afirmou que os irmãos Gomes pagaram R$ 2 milhões para controlar o partido no estado, em negociação feita pessoalmente por Ciro.

O esquema envolvia propina da JBS, e visava a liberação de créditos fiscais junto ao governo para financiar campanhas eleitorais. Estima-se que a JBS teria pago R$ 20 milhões para o partido. Entre os envolvidos, além dos irmãos Gomes, estão Arialdo Pinho, ex-chefe da Casa Civil do Governo de Cid e o deputado federal Antônio Balhmann.

Além disso, Ciro e outros envolvidos no mesmo esquema são alvos de denúncia no Ministério Público do Ceará, que abriu um inquérito para apurar o pagamento de propina em 2014.

Siga-nos no Facebook

4 Comentários em Lava Jato: Ciro Gomes “sabia e participava, com certeza” de ‘Esquema Cearense’

    • É importante, sim, desnudar todos os que tiverem alguma chance de assumir a presidência. Se deve, tem que pagar, começando pelo primeiro colocado, até aos demais, sem poupar ninguém.

Deixe uma resposta