Delegado da PF pede quebra de sigilo telefônico de esfaqueador

O deputado e delegado da Polícia Federal, Fernando Francischini, pediu a quebra de sigilo telefônico de Adélio Bispo de oliveira, o homem que atentou contra a vida de Bolsonaro.
Segue abaixo cópia do requerimento enviado ao Diretor Geral da Polícia Federal no Brasil, Rogério Galloro.

req

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta