PF investiga MST: grande esquema imobiliário

Um grande esquema envolvendo empreiteiras, fazendeiros e políticos para invadir propriedades passíveis de regularização chamou a atenção da Polícia Federal. O esquema funcionava com a benção do senador Romero Jucá, criador de uma medida provisória, que habilitava o MST a invadir e causar alguma situação, que depois seria resolvida pelas regras da própria medida provisória.

Após a resolução dos conflitos e a regularização da propriedade, os envolvidos, incluindo os líderes do movimento, saiam com os bolsos cheios.

Siga-nos no Facebook

1 Comentário em PF investiga MST: grande esquema imobiliário

  1. Demorou, a PF deveria investigar também o INCRA que é um grande incentivador de invasões e não respeitam a própria lei de regularização fundiária não analisando os processos de georreferenciamento e ademais, colocando obstáculos aos proprietários que acabam por tornar impossível obter o CCIR, inclusive não acatando ordem judiciária de domínio de terras, pelo menos aqui no Norte do Brasil, especificamente na cidade de Araguaína estado do Tocantins.

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.