Lewandowski leva a julgamento presencial reclamação de Lula contra Moro

Ricardo Lewandowski, ministro do STF, decidiu colocar em julgamento presencial a reclamação do ex-presidente Lula pela anulação dos áudios adquiridos por meio de grampos, onde o ex-presidente conversava com aliados como a então presidente Dilma Rousseff, o então ministro jacques Wagner e outros. O pedido estava no plenário virtual, e foi retirado por meio de pedido de destaque.

Vale ressaltar que em setembro do ano passado, o também ministro, Luiz Edson Fachin já havia negado seguimento ao recurso perpetrado pela defesa de Lula. Ainda sobre a decisão de Fachin, à época, ficou entendido que a persecução penal sobre o ex-presidente não envolvia detentores de foro.

Fachin ainda é o relator do caso na Segunda Turma e havia iniciado o julgamento em plenário virtual. No entanto, outros ministros são habilitados apedir destaque, para que, em sessão presencial, sejam feitas as manifestações e votos. Com o pedido de Lewandowski, que é presidente da Turma, resta ao magistrado marcar o julgamento.

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta