Tribunal de Contas condena nora de Lula por ser funcionária fantasma no SESI

Mais um escândalo envolvendo a família Lula. Desta vez o TCU atinge em cheio a nora de Lula, casada com Sandro Luís Lula da Silva. A investigação do Tribunal provou que Marlene foi funcionária fantasma do SESI, recebia sem trabalhar.

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou Marlene Araújo Lula da Silva, nora de Lula, e Jair Meneguelli, ex-presidente do Sesi, a devolverem R$ 173 mil aos cofres da entidade. Investigações apontam que Marlene era funcionária fantasma do Sesi. Segundo o TCU, Marlene, casada com Sandro, não conseguiu comprovar ter prestado serviços ao Sesi no período em que estava contratada. Como Meneguelli, antigo amigo de Lula, foi responsável pela contratação de Marlene, é solidário na dívida. Marlene e Jair terão 15 dias para comprovar o pagamento da quantia.

Marlene, casada com o quarto filho de Lula, Sandro Luís Lula da Silva, nunca aparecia no serviço, apesar de ter um salário de R$ 13.500 mensais. Ela dizia ser “formada em eventos”, Marlene disse em entrevista que tinha uma jornada flexível.

Fonte: Revista Época

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

1 Comentário em Tribunal de Contas condena nora de Lula por ser funcionária fantasma no SESI

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.