VÍDEO: Jovem advogado destrói argumentação dos Ministros do STF e prova que urnas eletrônicas são fraudáveis

O jovem advogado Alberto Malta deixou os ministros do STF inquietos ao provar na tribuna – representando a associação dos peritos federais – que as urnas eletrônicas brasileiras são facilmente fraudáveis.

Os Ministros logo passaram para intimidação quando perceberam que o advogado ali presente estava provando para todo o país que os Ministros estão defendendo uma tecnologia facilmente manipulável.

Alberto Malta, com maestria, defendeu o cumprimento da lei, que determina a adoção do voto impresso, de forma complementar ao sistema eletrônico.

“Não existe ameaça ao sigilo do voto, esse é outro engano que tem sido difundido. Após a conclusão da votação na urna eletrônica, deve ser impresso um comprovante para o eleitor conferir se o sistema registrou seu voto corretamente. O eleitor apenas lê o comprovante através de um visor, ainda na cabine de votação secreta, sem ter a possibilidade de tocar o papel ou levá-lo consigo”, disse.

Malta também afirmou que nos últimos anos, diversos testes do próprio TSE encontraram falhas na urna, que já foram corrigidas.