STF condena primeiro político com foro privilegiado na Operação Lava Jato

Em julgamento retomando na tarde desta terça-feira (29), a maioria dos ministros da 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) votou a favor da condenação do deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) por corrupção e lavagem de dinheiro. Esta é a primeira ação penal da Operação Lava Jato a ser julgada no STF, com 2 anos ade atraso.

Meurer foi um dos integrantes do PP que deram sustentação política à permanência de Paulo Roberto Costa na diretoria de Abastecimento da Petrobras, em troca de propina de empresas beneficiadas com contratos com a estatal.

O deputado recebeu R$ 29 milhões do esquema por meio de repasses mensais de R$ 300 mil. Ele também foi acusado pela Procuradoria de receber R$ 4,5 milhões para sua campanha à Câmara em 2010.

É o primeiro caso julgado pelo STF no âmbito da Operação Lava Jato. No mesmo período a primeira instância coordenada pelo Juiz Sergio Moro condenou 160 pessoas.

Com Informações do UOL

Siga-nos no Facebook

1 Comentário em STF condena primeiro político com foro privilegiado na Operação Lava Jato

  1. Boa notícia; mas dois anos e muito tempo; podemos reduzir esse tempo e muito mais, aplicar julgamento a todos os corruptoa políticos, sem nenhuma instâncias, com um ou dois juízes e somente uma Corte para julgamento “desses” políticos corruptos que usam da nossa boa fé de quando nos os eleitores votaram para eles.

Deixe uma resposta

error: