Cuba, Irã, Bolívia e Russia reconhecem “eleições” da Venezuela

Enquanto Estados Unidos, Canadá, União Europeia, Chile, Brasil e outros países democráticos da América Latina e do mundo não legitimaram o resultado da farsa eleitoral venezuelana, outros países menos democráticos reconheceram a reeleição de Nicolás Maduro.

“O presidente russo desejou boa saúde a Nicolás Maduro e sucesso na solução dos desafios sociais e econômicos que o país enfrenta”, diz comunicado do Kremlin.

Evo Morales, ditador da Bolívia, Jorge Arreaza, chanceler da ditadura de Cuba e Bahram Qasemi, porta-voz do Estado Islâmico do Irã, também parabenizaram o ditador venezuelano pela ‘vitória’ nas urnas.

Fonte: O Antagonista

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.