Relatório da PF aponta que Gleisi recebeu R$ 1,3 mi e colaborou para ocultar valores oriundos do esquema criminoso

Relatório final da Polícia Federal afirma que a presidente do PT e senadora Gleisi Hoffmann (PR) recebeu mais de R$ 1,3 milhão em propina e caixa dois de 2010 a 2015. Os pagamentos, segundo os investigadores, foram feitos pela  TAM e pela empresa de tecnologia Consist.

A investigação, que tramita em segredo de justiça no STF  é um desdobramento da Lava Jato.

A PF concluiu que Gleisi Hoffmann se beneficiou de dinheiro desviado em contratos do Ministério do Planejamento, que era ocupado por seu marido, Paulo Bernardo.

O relatório  do inquérito, que tramita em segredo no STF, foi obtido pela Veja e diz:

“Existem indicativos de que Gleisi Helena Hoffmann de alguma forma colaborou para ocultar ou a dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedade de bens, direitos ou valores oriundos do esquema criminoso Consist, pois foram identificados diversos registros de pagamentos feitos em benefício da senadora Gleisi Helena Hoffmann ou pessoas relacionadas a ela e/ou ao marido Paulo Bernardo entre os anos de 2010 e 2015”

Com informações da VEJA!

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.