Agressores do Instituto Lula se entregam à Polícia

O G1 informou há pouco que Maninho do PT e seu filho Leandro, que tentaram assassinar o empresário Carlos Alberto Bettoni em frente ao Instituto Lula, no dia em que Sergio Moro decretou a prisão do ex-presidente, se entregaram à polícia.

Eles estavam foragidos. Agora irão cumprir prisão por tentativa de homicídio. Devem seguir para a penitenciária em Tremembé, interior de São Paulo.

Na noite de 5 de abril, Bettoni foi agredido pelos petistas logo depois de o juiz federal Sérgio Moro ter decretado a prisão do ex-presidente Lula, na Operação Lava Jato. O empresário foi jogado sob um caminhão em movimento, bateu a cabeça e foi hospitalizado. Com traumatismo craniano, Bettoni ficou internado na UTI por semanas.

Na segunda-feira, 14, o desembargador César Augusto Andrade de Castro, da 3.ª Câmara de Direito Criminal, negou liminar em pedido de habeas corpus do ex-vereador de Diadema e de seu filho contra o decreto de prisão.

Siga-nos no Facebook

1 Comentário em Agressores do Instituto Lula se entregam à Polícia

  1. O final desses pétralias é todos na cadeia.
    Esse partido e como o CVV E O PCC
    TEM QUE DEIXAR ESSE VAGABUNDO MOFAR NA CADEIA.
    E ASSIM VAI UM ATRAZ DO OUTRO.
    BANDO DO MERDAS

Deixe uma resposta