Defesa de Lula diz que Moro deve sair dos processos, para não “desafiar a autoridade do STF”

O advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta quarta-feira (25/4) que o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná, determine “imediata remessa” para a Justiça Federal de São Paulo das ações penais nas quais o petista é réu no caso do Instituto Lula e do sítio de Atibaia. Os advogados requerem ainda a nulidade dos processos, ou seja, para que recomecem da estaca zero, diante da suposta incompetência do magistrado para ter atuado nos casos.

A defesa afirma ainda que se o juiz não encaminhar os autos estará a “desafiar a autoridade da decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal”, que determinou a retirada de implicações dos delatores nas ações penais.