Soltura de Maluf mostra ‘ciclo de impunidade da corrupção’, diz Deltan Dallagnol

O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, explicou o ciclo da impunidade da corrupção, que fica evidenciado com a soltura do deputado Paulo Maluf: “Ciclo da impunidade da corrupção: difícil descobrir. Descoberta, difícil provar. Provada, difícil o caso não ser anulado. Não anulado, demora mais de década e prescreve. Não prescrita, pena é baixa e indultada. Aplicada a pena a poderoso, adoece e vai para casa”.

Dallagnol explicara, pouco antes: “Como disse ANTES de o Ministro Toffoli mandar Maluf para casa, temos uma justiça lenta que promete, mas não entrega. É a Justiça que estaremos condenados a ter por muito tempo se o STF proibir a prisão depois da 2ª instância”.

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.