Dodge defende prisão de Lula e diz que decisão de executar pena após 2ª instância combate impunidade

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu nesta quinta-feira (22) no Supremo Tribunal Federal (STF) a rejeição de um pedido para evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dodge encerrou sua manifestação com a afirmação de que não há nenhum argumento que torne o caso de Lula especial que justifique não aplicar a prisão após em condenação em 2ª instância.

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.