Ponte construída e projetada por feministas desaba e mata seis pessoas

Na última quinta-feira (15) uma ponte em Miami desabou matando pelo menos seis pessoas. Descobriu-se que a Munilla Construction Management ou MCM, a construtora responsável pela ponte, usou um grupo de engenheiras feministas para supervisionar o projeto e “levantar a bandeira” da diversidade e feminismo.

A executiva da MCM responsável pelo projeto é a engenheira Leonor Flores, que admite ter estado mais preocupada em garantir que suas pontes sejam bonitas do que serem seguras e funcionais.

leonor-flores.png
“É muito importante para mim como mulher e engenheira ser capaz de ensinar isso para minha filha, porque eu acho que mulheres tem uma perspetiva diferente. Nós somos capazes de colocar um toque artístico e nós somos capazes de construir, também” – Leonor Flores

A empresa foi acusada de não ter escolhido seu staff  pela capacitação, mas sim decidiu que o principal critério da escolha dos trabalhadores seria o “empoderamento” feminino.

mcm-feminists-1.jpg

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.