Lula se reuniu com Emílio Odebrecht dias após o resultado da licitação para construção de Belo Monte

O Ministério Público Federal anexou aos autos da investigação de Belo Monte a agenda de reuniões de Emílio Odebrecht com a pauta de um encontro com Lula, em 29 de abril de 2010, dias após o resultado do leilão para a construção da usina.

lula-belo-monte.png

ENTENDA O CASO

Esta semana, a Polícia Federal chegou na construção da Usina de Belo Monte, grande símbolo do governo petista.

Dilma era ministra-chefe da Casa Civil à época. Erenice era secretária executiva da pasta. Palocci era ministro da Fazenda e Lobão era senador. O leilão ocorreu em 2010, com arranjos feitos no ano interior.

Emílio Odebrecht entregou Dilma e contou que o governo fraudou a concorrência. Segundo o delator, o governo obteve informações confidenciais de preços a partir de estatais como a Eletrobras e Eletronorte e entregou os dados sigilosos para um grupo concorrente, “o que caracterizou claro direcionamento do resultado do leilão por parte do governo, liderado pela então ministra Dilma Rousseff“.