Moro bloqueia R$ 4,4 milhões de Delfim Netto

O juiz federal Sérgio Moro ordenou o bloqueio de R$ 4,4 milhões do ex-ministro da Fazenda Delfim Netto, protagonista do chamado milagre econômico do regime militar. O valor é referente a uma parte da propina total de R$ 15 milhões que teria sido destinada a Delfim nas obras da usina de Belo Monte, no Pará, enquanto Delfim era Ministro do governo petista.

Moro já embargou R$ 4,4 milhões, valor já rastreado pelos investigadores. “Em que pese o pedido formulado pelo Ministério Público Federal, resolvo limitar, por ora, o montante a ser constrito em relação a Antonio Delfim Netto, Luiz Appolonio Neto, e as empresas de ambos, a R$ 4.444.314,00 que teria sido o montante pago, valores brutos, em cognição sumária, às empresas de ambos pelas empreiteiras participantes do consórcio.”

“O dinheiro (para Delfim) é fruto de fraudes a licitações, cartel, corrupção e lavagem de dinheiro”, disse o procurador da República Athayde Ribeiro Costa.

Nesta sexta-feira, 9, a Polícia Federal e a Procuradoria da República deflagraram a Operação Buona Fortuna, fase de número 49 da Lava Jato, e fizeram buscas na residência e no escritório do ex-ministro em São Paulo.

Siga-nos no Facebook

1 Comentário em Moro bloqueia R$ 4,4 milhões de Delfim Netto

  1. QUEM DIRIA, ANTONIO DELFIM NETTO, SUPER MINISTRO, HOMEM INTEGRO DE MORAL SEM MACULAS, DE CONFIANÇA DOS GOVERNOS MILITARES,
    BASTOU VIRAR POLITICO PRA VIRAR CANALHA E CORRUPTO, MAIS UMA VEZ SE PROVA QUE A POLITICA NO BRASIL TEM A CAPACIDADE DE CORROMPER ATÉ O MAIS SANTO DOS HUMANOS.SE VOCE TEM INTENÇÃO DE VIRAR UM CORRUPTO, UM LADRÇAO, UM SER SEM MORAL E SEM ÉTICA, VIRE POLITICO.

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.