Moro rejeita ‘argumento inapropriado’ de Cunha e mantém ele preso

O juiz federal Sérgio Moro negou uma exceção de suspeição apresentada contra ele pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB-RJ). O ex-deputado foi preso em outubro de 2016 e Moro o condenou a 15 anos e 4 meses na Operação Lava Jato.

O juiz escreveu na decisão:

“Deveria a defesa ser mais prudente na utilização de argumentos inapropriados, além de absolutamente improcedentes e que beiram a ofensas.”

Advogados de Cunha chegaram a dizer que ao decretar a prisão preventiva do deputado cassado, Moro tinha o objetivo de “ganhar popularidade”.

 

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

1 Comentário em Moro rejeita ‘argumento inapropriado’ de Cunha e mantém ele preso

  1. TODOS BANDIDOS CORRUPTOS, ASSALTANTES DOS COFRES PUBLICOS, AGORA USAM A ESTRATÉGIA DE DESACATAR E OFENDER OS JUIZES. É INSTRUÇÃO PASSADA PELA CUPULA DA QUADRILHA, IRRITAR OS JUIZES É A META A SER ATINGIDA.

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.