Líder Sindical admite que maioria dos sindicatos deve desaparecer sem imposto obrigatório

Sem apoio da população e sem o imposto obrigatório, os Sindicatos devem diminuir drasticamente. O repúdio da sociedade a estas entidades se deve a anos de ligação com o PT e outros partidos.

Durante a reforma trabalhista, a proposta do Deputado Paulo Eduardo Martins pôs fim ao Imposto Sindical e acabou com o financiamento dos sindicatos.

José Osório Naves, diretor executivo da Confederação Nacional do Turismo, entidade que entrou com ação no STF contra o fim da imposição sindical, acha que a situação está caótica: “Tivemos queda de 70% na arrecadação (…) Estamos nos adequando para conseguir sobreviver. Não sabemos até quando.”

Já na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, uma das representações mais fortes do país, a queda ficou entre 13% e 14% de arrecadação. 20% do quadro de funcionários foi reduzido e alguns departamentos unificados.

As informações são do O Estadão.

Siga-nos no Facebook

3 Comentários em Líder Sindical admite que maioria dos sindicatos deve desaparecer sem imposto obrigatório

  1. TEM QUE EXTINGUIR SIM TODOS OS SINDICATOS, PATRONAL E DOS TRABALHADORES, SEMPRE GANHARAM MUITO DINHEIRO AS CUSTAS DOS TRABALHADORES, COM DESCONTOS QUE POR LEI (TST), SÓ PODEM DESCONTAR COM AUTORIZAÇÃO DO TRABALHADOR, MAS, MESMO ASSIM, REGISTRAM UMA CONVENÇÃO E PENSAM QUE SÃO SUPERIOR ATÉ O PRÓPRIO TST – TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO, ISSO É UM ABSURDO!!!!

Deixe uma resposta