Globo tenta desmoralizar Gusttavo Lima acusando o cantor de “Crime Ambiental”

Gusttavo Lima é o novo alvo da Rede Globo.

Desde que se colocou contra o Estatuto do Desarmamento e declarou voto ao deputado Jair Bolsonaro, o Grupo Globo iniciou uma caçada ao cantor sertanejo.

Nessa quarta, 28, o G1 noticiou pela manhã que a Polícia indiciou o cantor por infringir lei ambiental:

“Polícia Civil indiciou nesta quarta-feira (28) o cantor Gusttavo Lima e mais três pessoas por crime ambiental. Segundo o delegado Luziano de Carvalho, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), o artista aumentou a represa de uma fazenda que possui em Bela Vista de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia, sem possuir licença para a obra.”

“O Batalhão Ambiental foi ao local por duas vezes, uma no fim de 2017 e outra já neste ano, e, em ambas, encontrou máquinas trabalhando no local. Foram feitas duas ocorrências e, apesar de terem um protocolo com o pedido da licença, o documento não havia sido expedido”, disse o delegado ao G1.

Mais tarde, o Jornal Hoje exibiu uma reportagem sobre o caso. O âncora do Jornal Hoje apenas reproduziu informações da matéria do G1.

Ainda, durante a tarde, foi a vez do Globonews repercutir a notícia

A rede Globo não aceita que um cantor com a exposição de Gusttavo Lima se oponha as suas pautas e apoie um candidato que não seja de esquerda.

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta