STF acelera ação contra Bolsonaro e marca interrogatório sobre incitação ao estupro

O Ministro Luiz Fux marcou para 4 de abril o interrogatório de Jair Bolsonaro na ação penal pública sobre incitação ao crime de estupro.

A ação passou a tramitar de forma acelerada depois que Fux acatou pedido da PGR, separando essa ação de outra, de caráter privado, proposta pela deputada Maria do Rosário.

As duas ações penais – uma pública e outra privada – tramitam de forma conjunta por tratarem do mesmo suposto crime.

A defesa de Bolsonaro avalia recorrer da decisão de Fux, uma vez que as testemunhas do caso ainda não foram ouvidas – a jurisprudência do STF, aliás, é pacífica em relação a ouvir o réu só depois das testemunhas.

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.