Paraná receberá refugiados do socialismo venezuelano

O Paraná é um dos quatro estados que vai receber migrantes venezuelanos que entraram no Brasil por Roraima fugindo da ditadura socialista que se implantou no país. A medida foi definida em força-tarefa anunciada pelo governo federal nesta semana. Segundo a Polícia Federal (PF), mais de 42 mil venezuelanos permanecem em Roraima – boa parte dos quais está em um campo de refugiados na capital Boa Vista. O número de migrantes destinados ao Paraná e os detalhes desse processo ainda serão definidos.

A maioria dos refugiados vem ao país fugindo da fome e da repressão do socialismo bolivariano implementado no país pelo ditador Maduro.

A medida provisória instituindo oficialmente a força-tarefa deve ser publicada pelo presidente Michel Temer (PMDB) na quinta-feira (15). Segundo o Ministério da Defesa, “as ações ainda estão em fase de consolidação” e só na próxima semana o governo federal deve divulgar quais são as cidades que vão receber os migrantes. Sabe-se que a PF está conduzindo um censo, que vai diagnosticar o perfil dos migrantes. Além do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Amazonas devem receber os venezuelanos.

No Paraná, a Secretária de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju) informou que tomou conhecimento de que o estado “muito provavelmente será um dos que deverá receber parte desses migrantes”, mas destacou que o Paraná ainda não recebeu nenhum comunicado oficial de qualquer órgão ligado ao governo federal.

No fim do ano passado, o secretário da Seju, Artagão Júnior, havia sido informado extraoficialmente que “muito provavelmente” o governo federal entraria em contato “para alinhar devido assunto”.

Com informações da Gazeta do Povo

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.