Procuradoria guardava HDs com dados da propina da Odebrecht numa sacola plástica de mercado. PF descobriu violações nos arquivos

A Polícia Federal foi até a Suíça para garantir a integridade do sistema de propinas da Odebrecht.

Foi preciso solicitar às autoridades do país estrangeiro outra cópia do sistema Drousys, pois os peritos descobriram violações no arquivo que estava com a Procuradoria Geral da República, que fez pouco caso dos arquivos e não armazenou corretamente, além de acessar os arquivos sem seguir os procolos da justiça.

O Antagonista publicou:

“Integrantes da equipe de Rodrigo Janot não espelharam o equipamento e acessavam diretamente as planilhas com os registros de propina, sem cumprir os protocolos para garantia da integridade da prova.

Os técnicos de Curitiba ficaram estarrecidos quando descobriram que a PGR de Janot guardava os oito HDs enviados pela Suíça numa sacola plástica de mercado.”

Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.