Gilmar solta mais um preso da Lava Jato

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu soltar o ex-secretário de Saúde do Rio Sérgio Côrtes, que comandou a pasta durante o governo de Sérgio Cabral (MDB-RJ) e foi preso na Lava Jato.  Ele estava preso desde abril.

O Sujeito foi preso na operação “Fatura Exposta”, que investigou fraudes em licitações para o fornecimento de próteses para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into); investigadores afirmam que, entre 2006 e 2017, os desvios chegaram a R$ 300 milhões.

Agora, Côrtes foi beneficiado por uma extensão do habeas corpus dado em dezembro ao empresário do setor de saúde Miguel Iskin. Quando Gilmar resolveu soltar diversos presos da Operação.

Ambos, aliás, já atuaram juntos. Como se pode ver neste e-mail enviado por Côrtes a Iskin em seus tempos de fraudes e roubalheiras e revelado durante as investigações que culminaram com a prisão dos dois:

— Meu chapa (…) podemos passar pouco tempo na cadeia (…) Mas nossas putarias têm que continuar.

Na decisão, Gilmar registra novamente que os fundamentos dados para a prisão preventiva de Sérgio Côrtes “se revelam inidôneos”, pois não há “indicação de elementos concretos, os quais, no momento da decretação, fossem imediatamente incidentes a ponto de ensejar o decreto cautelar”.

(Fonte: O Globo)

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

error:
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.