Marco Aurélio negará pedido para suspender prisão após 2ª Instância

Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal, afirma que irá negar o pedido feito pelo advogado Antonio Castro de Almeida Castro, conhecido como “Kakay”, para a suspensão da execução de prisões após a 2° Instância.

“Já houve o indeferimento (da liminar) pelo plenário. Não posso enfrentar e simplesmente suplantar a decisão da maioria. Temos é que colocar na pauta dirigida designando o dia. Eu liberei os processo em dezembro. Agora a designação do dia cabe à presidente. Não posso (ir contra o plenário). Isso já passou pelo crivo do plenário. Por melhor que seja a intenção”, disse Marco Aurélio nesta tarde de quarta-feira, 07.

O ministro é relator de duas ações que tratam do início da execução provisória da pena. Elas foram apresentadas pelo PEN (Partido Ecológico Nacional) e pelo Conselho Federal da OAB. Ambas tiveram o pedido de liminar negado.

Quando Carmen Lúcia fez a mesma afirmação recentemente, atribuí-se a suposta interferência dos militares na situação, que não aceitaram ter como chefe supremo, um condenado.

Fonte: Poder 360.

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta