Presidente do TRF-4 denuncia ameaças de petistas aos julgadores de Lula

De acordo com matéria do Estadão, “o  presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), Carlos Eduardo Thompson Flores, encaminhou ofício à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, e à Procuradoria Geral da República, relatando que desembargadores da Corte têm recebido ameaças”.

No dia 24 de janeiro, o TRF-4 vai julgar os recursos de Lula no processo do famoso triplex do Guarujá.

A matéria diz que “Thompson terá encontro com a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, nesta segunda-feira, dia 15, às 10h. As ameaças que a Corte tem recebido estão entre os assuntos da reunião”.

Relacionados:  Após ameaças de terrorismo petista, prédios públicos ficarão fechados no julgamento de Lula em Porto Alegre

Vale lembrar que alguns juízem já tiraram suas famílias do Estado. Flores lembrou também que um sujeito chegou a ameaçar de atacar fisicamente o prédio do TRF-4.

José Dirceu – mesmo em prisão domiciliar – publicou um artigo dizendo que “a luta começa dia 24 em Porto Alegre, onde vamos manifestar a nossa indignação, o nosso protesto, a nossa revolta contra a tentativa de cassar Lula, de impedir que Lula seja candidato”.

Quer dizer: o Brasil é um país onde um sujeito que ganha de presente a prisão domiciliar pode incitar a revolta contra o TRF-4.

Relacionados:  Da cadeia, Lula pergunta a aliados sobre atuação de Moro no Senado

O povo brasileiro não vai esquecer quem fez ameaças públicas o tempo todo. E também não vai esquecer quem deu liberdade a José Dirceu.