Lula, na campanha de Dilma, sobre o Petrolão: “Se alguém roubou, tem que ir pra cadeia”

Durante a campanha que garantiria a reeleição para Dilma Rousseff, Lula vestiu a roupa dos funcionário da Petrobras e, diante da sede da estatal, protagonizou um ato que tentava pintar Marina Silva como inimiga da empresa. No entanto, o desbocado ex-presidente achou por bem invadir outros assuntos mais delicados e, a respeito do Petrolão, um esquema existente ao menos desde a chegada do PT à Presidência da República, gritou para o Brasil inteiro ouvir:

“Se alguém praticou o erro, se alguém roubou, este alguém tem mais é que ser investigado, ser julgado e, se for culpado, tem que ir pra cadeia.”

Hoje, quatro anos depois, a Lava jato demonstra que ele sempre foi o chefe de todo o esquema.

Siga-nos no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta